Olá, bem-vindo à Galeria do Livro

11975481515

contato@galeriadolivro.com.br

>
POR: 40,00

COMPRAR

Categoria

Biografia

A INTENSA, EXTREMADA, DELIRANTE HILDA HILST / Ana Lucia Vasconcelos

A INTENSA, EXTREMADA, DELIRANTE HILDA HILST / Ana Lucia Vasconcelos

(978-85-455022-0 -3)

O livro aborda na primeira parte, minhas memórias sobre a poeta, dramaturga e ficcionista Hilda Hilst

mais informações

A INTENSA, EXTREMADA, DELIRANTE HILDA HILST / Ana Lucia Vasconcelos

(978-85-455022-0 -3)

O livro aborda na primeira parte, minhas memórias sobre a poeta, dramaturga e ficcionista Hilda Hilst

mais informações

As combinações acima não possuem estoque.

por: R$ 40,00

Quantidade

+

-

COMPRAR

Frete e prazo

Frete e prazo

calcular

Não sei meu cep

Descrição do Produto

O livro aborda na primeira parte, minhas memórias sobre a poeta, dramaturga e ficcionista Hilda Hilst, minha convivência com ela , seu marido na época Dante Casarini e os amigos que frequentavam a Casa do Sol- artistas plásticos, escritores, atores . Ressalto sua cultura imensa , seu charme, seu carisma, seu dom de ouvir o outro e ser solidária, seu amor pelos animais, sua extrema sensibilidade . E assim vou até sua morte. Na segunda parte , convido o leitor a entrar em sua obra , citando seus livros de poesia, teatro e prosa, tentando dar luzes sobre sua escritura, considerada intrincada e hermética, através de depoimentos da própria escritora dados à mim e a outros jornalistas e críticos que estudaram seu trabalho, sua linguagem inovadora no contexto da literatura brasileira. E afinal o que ela pretendia dizer com seus textos: realizar uma revolução interior nas pessoas, queria deixar este recado- você tem uma alma imortal e a consciência disso deveria ser a coisa mais importante para o ser humano. E finalmente o sucesso atual de sua obra que está sendo traduzida para vários idiomas e de como ela continua viva no coração das pessoas.

 

Jornalista e atriz, Ana Lúcia Vasconcelos nasceu em Campinas em 1944 onde se licenciou em Ciências Políticas e Sociais pela PUC de Campinas em 1966. Como jornalista começou em 1968 na Editora Abril tendo trabalhado em dezenas de jornais e revistas de São Paulo e Campinas. Neste mesmo ano de 1968 iniciou amizade com a poeta, ficcionista e dramaturga Hilda Hilst e os amigos da Casa do Sol, período que reputa de fundamental importância na sua vida. Na televisão foi assistente de produção e apresentadora do programa Semanário das Artes, que é o atual Metrópolis da TV Cultura em São Paulo. Participou ainda nesta emissora, como atriz, do programa Ator na Arena dirigido pelo ator polonês Ziembinski, e da peça Natal na Praça, de Henry Ghèon. Atuou como pesquisadora de Arte da novela Os Gigantes de Lauro César Muniz, na Rede Globo de Televisão. No teatro fez entre outras peças: Electra de Sófocles no papel título com direção de Tereza Aguiar com a qual ganhou o Prêmio Revelação de Atriz da Associação Paulista de Críticos de Artes de 1968 ; Cemitério de Automóveis de Arrabal com direção de Victor Garcia no Teatro 13 de Maio (SP); Ato Sem Perdão, adaptação das tragédias Antígona, de Sófocles e Anouilh por Millôr Fernandes, direção de José Renato no Teatro Itália – ( São Paulo e tournée por algumas cidades do estado ) ; Medéa, tragédia de Eurípedes, direção de Silney Siqueira, no Teatro Anchieta de São Paulo, e tournée por Brasília, Porto Alegre e Santa Catarina ; Courage, colagem de textos da peça Mãe Coragem de Bertolt Brecht, no Museu da Cidade em Campinas - work in progress com direção de Mauricio Paroni do Piccollo Teatro de Milano, no 1o. Festival de Teatro Internacional de Campinas em 1990. Traduziu do francês o livro Je Vois La Vierge - longa entrevista realizada do frei franciscano croata (falecido) Yanko Bubalo com a Vicka Ivankovic uma das cinco videntes que vêm a Virgem em Medjugorje (ex-Iugoslávia) desde 1981. O livro , um dos quatro mais importantes documentos sobre as referidas aparições foi publicado pelas Edições Loyola 1991, sob o título Eu Vejo a Virgem- Vicka narra as aparições de Medjugorje, e reeditado em 2017 em produção independente . De 1990 a 1993 fez mestrado na Unicamp na área de Filosofia da Educação sob orientação do professor doutor Joaquim Brasil Fontes. Adaptou para o teatro vários textos entre eles: Kadosh, de Hilda Hilst (1989-inédito) e alguns textos de literatura infanto- juvenil: O Rapaz de Bronze, da escritora portuguesa Sophia de Mello Andresen, sob o título O Jardim das Flores Vivas (2000- inédito); Os Porquês da Inveja e da Generosidade do psicanalista Conceil Corrêa da Silva, sob o título As Aventuras de Alma no Mundão Afora (2000-inédito) e escreveu também para o publico infantil a peça: A Cor Desconte ou o Dia que o Amarelo Sumiu das Caixas de Lápis de Cor. Desde 2004 colaborou para vários portais na internet: #Agulha, Germina Literatura, Cronópios e Musa Rara mas atualmente publica apenas em seu próprio site vitabreve. Publicou em 2018 com verba do FICC ( Fundo de Investimentos Culturais de Campinas) A intensa, extremada, delirante Hilda Hilst. Tem pronto para ser publicado um livro de entrevistas - Meus diálogos com Joaquim Brasil Fontes.